Erick Vinícius On junho - 6 - 2011

Túnel do Tempo | (1962) Amazing Fantasy #15 (Parte 2)

Fala Aracnofã!
Estamos de volta com mais um post resgatando as primeiras histórias do Homem-Aranha.
Na semana passada falamos sobre a idéia do “Túnel do Tempo” e postamos a primeira parte da revista Amazing Fantasy #15. Confira clicando aqui.

Na parte 1 vimos como Peter conseguiu seus poderes e, agora, veremos como ele se tornou o herói que conhecemos!

Revista: Amazing Fantasy #15 (2ª História)
História: Homem-Aranha!
Título Original: SPIDERMAN!
Edição: Stan Lee
Roteiro: Stan Lee
Arte: Steve Ditko
Capa: Jack Kirby
Tipo: Revista Titular
Lançamento: Agosto de 1962

No Brasil, a revista foi publicada nos seguintes títulos:

Homem-Aranha #44
Data de publicação: Agosto de 1982
Editora: RGE

Capitão América (1ª Série) #100
Data de publicação: Setembro de 1987
Editora: Abril

Homem-Aranha (1ª Série) #92
Data de publicação: Fevereiro de 1991
Editora: Abril

Spider-Man Collection #1
Data de publicação: Janeiro de 1996
Editora: Abril

Biblioteca Histórica Marvel – Homem-Aranha #1
Data de publicação: Julho de 2007
Editora: Panini

Se souber de mais alguma revista onde essa história foi publicada, nos avise através dos comentários

Resumo

Essa segunda parte da história é contada em apenas cinco páginas. Mas que cinco páginas!!!

O novo homem misterioso, com o traje de aranha, aparece na TV. Um refletor foca nele e ele desce por uma parede. Até mesmo o câmera-man fica atônito “Eu estou vendo com meus próprios olhos”, diz ele, “e eu ainda não acredito!” O auditório está descontrolado também com o Homem-Aranha descendo por sua teia, desde o teto. O produtor pede para que ele dê uma parada. “Não mostre muito mais para eles “, diz ele,”deixe-os implorando por mais!”

No final, no que parece ser um programa de TV do próprio Homem-Aranha, ele é assediado pelo público. A revista Life quer divulgar sua imagem. Um agente quer colocá-lo no cinema. Um repórter quer uma entrevista. O jovem já cansado dá uma tirada “Veja o meu agente, crianças!”, diz ele, “estou ocupado!” Depois, ainda no traje, com a calça azul no braço direito, ele caminha para o momento mais decisivo da sua vida.

No corredor, um homem loiro passa pelo Homem-Aranha com um policial em seu encalço. “Detenha-no!”, o policial grita: “Se ele entrar no elevador, ele vai fugir!” Mas o Homem-Aranha não faz nenhum movimento para impedir que o homem, em fuga, alcance o elevador e concretize a sua escapada. “Sorte que idiota fantasiado não me impediu!”, ele se alegra.

O policial chama a atenção do Homem-Aranha por não ter feito nada para segurar o ladrão, mas o aracnídeo não está nem aí. “estou por aqui de me preocipar com todo mundo!”, diz ele “agora só cuido da minha vida!” (em inglês a frase tem muito mais impacto. A tradução ao pé da letra seria “”De agora em diante eu só olhar para o número um. Isso significa… eu!”)

De volta para casa, Tia May e Tio Ben estão com um presente surpresa para Peter… o microscópio ele sempre quis. Peter fica muito grato. “Vou fazer com que eles sejam sempre felizes”, ele pensa em May e Ben, “e o resto do mundo que se exploda!”

“Nos dias que se seguem, o Homem-Aranha se torna sensação nacional.” Pete continua sua surpreendente carreira, enquanto acumula manchetes em jornais do país. “Quem é o Homem-Aranha?”, Pergunta o Voz Diária. “Lotação esgotada para o Homem-Aranha!”, diz O Visor. “Homem-Aranha ganha prêmio do showbiz!”, dia o Crônica Diária. “Homem-Aranha confirmado para nova série de TV!”, diz outro artigo.

Mas, então, em uma noite, Peter Parker chega em casa e vê uma viatura da polícia em frente à mesma. O policial da viatura lhe dá a má notícia. “Seu tio foi baleado … assassinado!” O oficial diz a Peter que um ladrão estava roubando a casa quando o seu tio Ben o surpreendeu. O assaltante matou Ben e fugiu para o Armazém Acme (deve ser onde o Coiote recebe todos os produtos para matar o Papa-Léguas), onde a polícia o cercou. “Sua tia está ao lado e os vizinhos estão cuidando dela”, o policial continua, mas Peter não está pensando em May. Ele conhece o Armazém Acme, sabe que “um assassino poderia vencer um exército naquele lugar sombrio e velho!” Mas não vai ser tão fácil se proteger do Homem-Aranha!

Rapidamente, ele se torna o Aranha e se balança nas teias pela cidade, rumo ao armazém. Dentro do armazém, o ladrão sabe que a polícia não o capturará. “Tudo que eu tenho que fazer é segurá-los la fora até que a lua desça, então eu posso escapar no escuro!”, diz ele. Mas uma voz, vinda de cima, contradiz os pensamentos dele. O ladrão se vira e vê uma figura fantasiada atravessar a parede três metros acima. Apavorado, ele se vira para correr, mas o Homem-Aranha salta por ele e bloqueia seu caminho. Ele usa a sua teia na arma do assaltante “meus punhos farão o resto!” A mão direita bate forte no assaltante, deixando-o inconsciente.

A face do assaltante não podia ser vista, até que o golpe foi dado. O cabeça de teia agarra seu adversário pelo casaco e o levanta, quando percebe: “É o fugitivo que passou correndo por mim! O que eu tive a chance de parar e não o fiz!”

Lá fora, a polícia decide se deve se arriscar entrando no armazém, mas não é necessário. O assaltante é entregue a eles, pendurado em uma grande teia de aranha. (situação que se repetiria com vários e vários criminosos)

“Tão perto”, um Peter Parker perturbado sabe que é “tudo culpa minha! Se eu tivesse o parado quando puder! Mas eu não fiz … e agora o tio Ben está morto … ” Assim, o jovem se vai na noite, finalmente aprendendo que “com grandes poderes vêm também grandes responsabilidades… e assim nasce uma lenda”.

“Certifique-se de ver a próxima edição de Amazing Fantasy”, diz a nota de encerramento, “para as façanhas mais incríveis do mais novo e diferente ídolo americano adolescente… o Homem-Aranha!” E, como todos sabemos, “Amazing Fantasy” se tornou “Amazing Spider-Man”!

Detalhe: na capa da edição é dito que a revista tem uma “mensagem importante”. Essa mensagem era um anúncio de que a revista não poderiam sobreviver em seu formato original de cinco pequenos contos estranhos de Lee/Ditko por edição. Dizia aos leitores que “Homem-Aranha” iria aparecer em cada edição subseqüente e que poderia até haver duas histórias por edição do Aranha. Ele também informou aos leitores que a página de conteúdos (provavelmente um sumário) estava sendo removida para inserir uma página extra de histórias e que a palavra “adulto” estava sendo retirado do título da revista (Ela se chamava Amazing Adventures do número 1 a 6 e Amazing Adult Fantasy do número 7 ao 14). Acabou que a mensagem inteira foi descartada, logo que a próxima edição se tornou “Amazing Spider-Man”.

Havia três outras histórias de Lee / Ditko na revista. “The Bell-Ringer!”, “Man in the Mummy Case!”, e “There Are Martians Among Us!”. Infelizmente não temos informações sobre elas…

Assim finalizamos a primeira revista em que o Homem-Aranha apareceu.
Agradecemos, novamente, a ajuda em algumas traduções dada pelo Bruno Guimarães (@Rubnox).

A seguir: Amazing Spider-Man (1963) #1

ATUALIZADO EM 05/12/2011 COM A ADIÇÃO DO TÍTULO ORIGINAL

Sobre o Autor

Erick Vinícius tem 31 anos, é cristão, formado em Engenharia Elétrica, projetista de esquemas elétricos de automóveis e, logicamente, maluco pelas histórias do Homem-Aranha!

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte