Ewerton On maio - 28 - 2012

Review | Homem-Aranha (2002) #116

Olá meus queridos leitores do Aracnofã. Hoje vou dar continuidade nas reviews das HQs mais atuais do Aranha e hoje temos a do Homem-Aranha #116 lançada em agosto de 2011 pelo valor de R$6,50 e com um total de 76 páginas.

A edição é aberta com a história A Ferroada. A trama começa com o sentido de aranha disparando quando Peter chega ao seu apartamento e vê Michele Gonzales com um suposto affair. Após segui-lo, dá de cara com uma reunião do submundo, capitaneada por ninguém menos que o Capuz. – Originalmente publicada em The Amazing Spider-Man #626. Nota: 3,5

Na seqüência temos Quem Deteve o Fanático? e fechando a edição temos A Vingança é Minha onde o mutante Fanático cruza o céu de Nova York e aterrissa no Central Park todo arrebentado. O primeiro a chegar ao local é o Homem-Aranha, mas uma pergunta fica no ar: O que, ou quem, poderia ser o autor de tal façanha? – Originalmente publicadas em The Amazing Spider-Man #627 e #628. Nota: 4,5 

Pontos Positivos: Roger Stern prova mais uma vez que boas histórias dependem de competência e ele torna esta edição imperdível para todos os leitores e fãs do nosso amigo Cabeça de Teia.

Pontos Negativos: Michael Gaydos que tem uma narrativa visual muito bacana, mas num ou outro quadro ele derrapou com o Homem-Aranha, e ainda achei que em vários momentos as cores foram ruins.

Nota Geral: 4,0

A primeira história publicada nesta edição não é nada memorável ou marcante, mas os personagens são muito bem apresentados e oferece um bom roteiro. Aqui nos é apresentado uma nova vilã intitulada de Lady Escorpião e graças a um ataque que ela aplica no nosso amigo, temos uma amizade renovada entre Peter Parker e Michele Gonzáles e isto foi muito bom, pois agora teremos um leque maior para inserir a Michele (uma personagem que este pobre escritor adora) na vida de Peter.

Nas duas edições que fecham esta publicação Roger Stern trabalha muito bem o roteiro, começando com uma boa interação entre Peter e Carlie Cooper. Os balões de pensamento também são muito bem utilizados, fazendo assim com que o leitor acompanhe o Homem-Aranha o tempo todo.

Peter recorre a alguns amigos, mas todos estão ocupados e acaba sobrando para ele investigar tudo sozinho, então após invadir o Arsenal Inwood, Peter se depara com Fanático e o Capitão Universo.

Na verdade foi o atual detentor do Unipoder que deu a baita surra no Fanático e o que se segue são ótimas, inteligentes, e até divertidas seqüências de ação entre Homem-Aranha e Capitão Universo, sem deixar de lado o desenvolvimento da história.

Não poderia deixar de destacar a arte de Lee Weeks. Narrativa e expressões corporais feitas com louvor! A movimentação do Homem-Aranha está simplesmente maravilhosa.

Finalizo aqui mais uma review, em breve teremos a do Homem-Aranha #117, então fiquem atentos e até lá pessoal.

 

Sobre o Autor

Tenho 21 anos, sou fã ávido de HQs e afins, aspirante a Engenheiro, viciado em games, internet e livros. Especialista em Xbox 360. Sou apenas mais um fã do Homem-Aranha neste enorme mundo.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte