Presto Gaudio On novembro - 22 - 2012

Spider-Man (S01E16) – Beetle Mania

Este episódio marca uma guinada no rumo dos Jovens Vingadores, sim, eu sei que eles não têm nome nenhum, mas é melhor que chamá-los de “Homem Aranha e seus Fantásticos Amigos”. Como eu ia dizendo, temos neste episódio uma virada para o super grupo, depois de recapturar o Ardiloso na introdução do desenho, Nick Fury decide elevar o status deles para agentes da Shield e recebem a primeira missão: proteger J.J. Jameson.

 

Jameson é um possível alvo do Besouro, um super ser que o editor do Clarín insiste que é um vilão parceiro do terrível Homem-Aranha, afinal os dois são insetos. Isso é um indício de que o episódio apresentará, de diversas formas, como aranhas não são insetos, mas aracnídeos. É a primeira aparição do Besouro no desenho, vilão que nos quadrinhos nunca foi grande coisa e só ganhou maisstatus quando passou a se chamar Mach 5 na primeira formação do Thunderbolts. Neste desenho ele rouba armas tecnológicas e repassa para outros vilões como Modok ou Dr. Destino, roubos que efetuou inclusive na Shield.

Tornar os jovens heróis agentes subiu a cabeça a ponto de todos imaginarem como pegariam o vilão sem ajuda, claro que esse foi um momento parêntesis do desenho. A missão se complica quando Peter recebe um telefonema de Mary Jane falando que tem uma entrevista com JJ para estagiar no Clarín. Os heróis, cada um a seu modo, tentam impedir que MJ suba para falar com Jameson, mas todos falham. Um a um são eliminados pelo vilão inseto que realmente tenta uma emboscada contra Jameson no jornal.

A ação na metade final do episódio consiste, basicamente, nos heróis tentando impedir o atentado a Jameson enquanto ele entrevista MJ em sua sala sem que nenhum dos dois saiba o que acontece. Vale ressaltar algumas referências que aparecem em imaginações ou memórias de Peter como: MJ convencendo a tia May que não precisava comer brócolis, a Flash Thompson que ela poderia jogar basquete e a Galactus que ele não deveria comer o planeta Terra, pois as calorias extras que a França poderia trazer não compensavam. E em outro momento vemos o clássico Buggy Aranha dos anos 70.

 

Sobre o Autor

Colecionador de quadrinhos desde A Morte do Super-Homem (antigamente, era assim que se escrevia). Já o Homem Aranha foi a fatídica saga do Clone que, podem me criticar, eu gostei, embora tenha acabado muito ruim e terem exterminado qualquer consequência. Historiador de formação que ainda sonha em ser arqueólogo.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte