Presto Gaudio On dezembro - 13 - 2013

Ultimate Marvel 40 – Homem-Aranha

Juntando atrasos da editora com os meus, finalmente eu trago a review da revista de outubro. A edição número 13 de Ultimate Spider-Man é um misto de epílogo e prólogo, ao mesmo tempo que Miles sofre com as consequências dos seus atos da edição anterior, é o início de um novo arco.

Comecemos com a conclusão do arco anterior. Miles tem uma conversa com o pai sobre a morte do tio Aaron em uma briga contra o Homem-Aranha. Segundo o que a mídia anda divulgando a culpa é do Aracnídeo, não que isso importe para o pai do Miles que já previa que isso fosse acontecer com o irmão. O novo Homem-Aranha só deixa um pouco a culpa de lado quando recebe uma ligação misteriosa pelo celular que o impele a marcar um encontro em um local reservado.

fee545fdb54a8444cffd16854356173a

Deixando um pouco Miles de lado, o outro personagem de destaque é o Capitão América. O herói retorna do exílio auto imposto após a morte de Peter, esse retorno ocorre na edição número 13 de Ultimates, publicada aqui no Brasil na mesma revista Ultimate Marvel 40. Cabe aqui uma breve contextualização, o EUA está em plena guerra civil, uma bomba atômica explodiu em Washington D.C. matando o presidente e a maioria dos ministros da linha sucessória, o cargo passou então para o ministro das Minas e Energia que reativou os Supremos. Steve Rogers que estava ajudando civis no Novo México é contatado pelo Homem-de-Ferro, que só aceita reativar os Supremos depois de ver a gravidade da situação: seu país dividido em diversas zonas de conflito, de um lado políticos e aproveitadores declarando “independência” e de outro sentinelas caçando mutantes e humanos.

2519117-map

Depois de aceitar retornar ao front de batalha, Steve Rogers se dirige à base dos Supremos no Triskelion, NY. Voltando para a edição do Homem-Aranha, no Triskelion o Capitão descobre a existência de um novo Homem-Aranha e que, mesmo sendo mais novo que o Peter recebeu apoio de Nick Fury para atuar como super-herói. E após ver a notícia sobre a morte do Gatuno resolve falar com o jovem herói.

A história se desenvolve com o Miles indo para o encontro misterioso, o qual não revelarei aqui, mas é realmente traz uma surpresa. No meio do caminho conhecemos a versão ultimate de Batroc, o Saltador; não lembro de ter visto esse personagem antes neste universo, mas com certeza é uma referência ao desenho Ultimate Spider-Man, pois o personagem é um bucha recorrente na animação.

Georges_Batroc_(Earth-1610)_001

Roteiro sempre rápido de Brian Michael Bendis é acompanhado pela arte de David Marques e cores de Justin Ponsor. Posso dizer que a arte me agradou bastante, ela é cinética nos momentos de ação, realmente percebemos movimento nos personagens. Mas o que mais chama a atenção é a capacidade de demonstrar a emoção, seja do pai do Miles quase chorando, a surpresa de Miles ou o inconformismo nos olhos do Capitão América ao saber que outra criança sem treinamento está saltando pelos prédios de Nova York.

d80cccf864981a5ccf90f8c4ae8ed193

Sobre o Autor

Colecionador de quadrinhos desde A Morte do Super-Homem (antigamente, era assim que se escrevia). Já o Homem Aranha foi a fatídica saga do Clone que, podem me criticar, eu gostei, embora tenha acabado muito ruim e terem exterminado qualquer consequência. Historiador de formação que ainda sonha em ser arqueólogo.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte