Presto Gaudio On janeiro - 29 - 2014

Homem-Aranha Superior 2

E não é que eu voltei mais rápido desta vez? A Panini conseguiu lançar a revista no mês certo, um fato ultimamente raro, mas que esperemos que se mantenha assim. Nesta edição acompanhamos Superior Spider-Man 3 e 4, e Avenging Spider-Man 16, todas já com o Otto no lugar do Peter.

A história começa com o Homem-Aranha destruindo o sinal-aranha que o JJ construiu e colocou em cima da delegacia de polícia. Clara referência à Batman a qual Dan Slott não deixou de expor certa imbecilidade no uso de um sinal que indicaria aos inimigos do herói sua localização. Particularmente eu não concordo com o Otto, mas isso é outra história… não quero começar uma briga Marvetes X Dcnautas. A solução que o Aranha sugere é algo mais anos 60, um telefone confidencial que coloque o aracnídeo e o prefeito em contato direto.

superiorspider-man-3-spider-signal

O chamado foi para auxiliar na busca pelo Abutre que, como vimos na edição anterior, reapareceu e seus capangas quase mataram a MJ. Meio sem motivo, talvez apenas para se aproximar da investigadora Carlie Cooper, o Aranha pede para usar os laboratórios da delegacia a fim de ajustar suas lentes para captar a assinatura magnética que as asas do Abutre emitem. A história segue com a mente de Peter conhecendo um pouco mais da relação do Octopus e o Abutre nas primeiras versões do Sexteto, infelizmente a lembrança paralisa no momento em que Otto ia falar sobre suas motivações. O Homem-Aranha encontra o Abutre e descobre que seus asseclas são crianças vestindo fantasias de abutres, o que deixa o Dr. transtornado. E temos o vislumbre de mais uma lembrança, Otto apanhando do pai quando criança. Parece que Dan Slott é o maior fã do Dr.Octopus, pois de uma forma ou de outra, todas as aventuras vemos uma justificativa para as ações do Oquinho.

Na edição seguinte, descobrimos que Otto já tomou o corpo de Peter à um mês e mais uma vez temos o chamado da superioridade. Agora colocando em ação seus aracnobôs para ajudar a patrulhar a cidade. É interessante ver o fantasma de Peter questionando as ações de Otto que escolhe atender alguns chamados, enquanto outros, teoricamente mais simples são ignorados. No entanto, é assim que ele consegue mais tempo para passar com a Tia May que se recupera de uma lesão recente. Além disso, temos um doutorado inacabado e a fuga de um assassino do Asilo Ravencroft.

superior-spider-man-4-page-3

A arte da primeira aventura foi de Ryan Stegman, enquanto na segunda história os responsáveis foram Giuseppe Camuncoli e John Dell. Embora a arte de Camuncoli tenha melhorado muito, em alguns quadros deixa a desejar, já na primeira página vemos um Homem-Aranha um tanto atarracado, felizmente os olhos vidrados de “drogados” dos personagens já são coisa do passado. Enquanto que Ryan Stegman apresenta uma arte com pitadas de caricaturas, com destaque para os narizes dos personagens e a teia do Aranha que em alguns momentos se torna transparente. Outro detalhe é a cena inicial que faz referência à diversos momentos em que o comissário Gordon chama o Batman, aqui com JJ fazendo o papel do comissário.

A última história é roteirizada por Chris Yost, desenhos de Paco Medina e arte-final de Juan Vlasco. Acompanhamos o primeiro encontro do novo Homem-Aranha com os X-men quando uma aranha gigante invade Nova York. A chegada dos mutantes e os olhos humanos da aranha revelam que aquele não era um aracnídeo gigante comum, e não tem nada a ver com a Ilha das Aranhas, será? Achei a arte um tanto cartunesca, mas não compromete, o que mais incomoda é certos roteirismos como o Homem-Aranha ganhando do Wolverine na porrada, mas tirem suas próprias conclusões.

Avenging  Spider-Man #16 splash2

Spoilers a parte, as histórias se desenvolvem com um clima completamente diferente do que ocorria com o Peter, agora a narrativa se tornou mais densa e sombria. Apenas alguns alívios cômicos que ocorrem em momentos que o Otto se surpreende com sua própria reação ou quando o Gasparzinho-Peter dá o ar da graça. Fora isso, algumas pessoas demonstram estranhamento quanto às ações do Homem-Aranha, Carlie sabe que aquele não é o Peter que ela conhece, e Wolverine da edição Avenging também tem uma forte desconfiança sobre a identidade do Cabeça de Teias. Agora é continuar acompanhando para ver até onde Otto irá como o novo Homem-Aranha. E quem quiser ver acompanhar essa nova fase do personagem é só ouvir o Thwipcast 22, os Thwipviews mensais do Homem-Aranha e uma breve análise no site parceiro Quadrinhos em Questão.

Sobre o Autor

Colecionador de quadrinhos desde A Morte do Super-Homem (antigamente, era assim que se escrevia). Já o Homem Aranha foi a fatídica saga do Clone que, podem me criticar, eu gostei, embora tenha acabado muito ruim e terem exterminado qualquer consequência. Historiador de formação que ainda sonha em ser arqueólogo.

  • Agent_Nerd

    Tenho até vergonha de adimitir, mas gostei.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte