André Marques On julho - 30 - 2017

40 anos da Mulher-Aranha | New Avengers (2005)

Em mais um artigo da série dos 40 anos da Mulher-Aranha falaremos sobre a sua participação nos Vingadores.

Como se trata da Mulher-Aranha, vou focar apenas nos arcos mais importantes para o desenvolvimento da personagem, que estão no primeiro volume de Novos Vingadores (escrito por Bendis). O leitor que leu pelo menos esse volume, Dinastia M, Guerra Civil e Invasão Secreta não deve ter muita dificuldade em entender. Mas para o que não tenha lido ou leu pouco, vou fazer o possível para ser claro.

O leitor deve saber que Vingadores: a Queda (também de Bendis) mostrou a desestruturação (e até a morte de membros) da equipe dos Vingadores pela Feiticeira Escarlate, o que culminaria depois em Dinastia M. Com isso, em 2005, Bendis montou uma nova equipe de Vingadores, cujos membros da equipe anterior eram apenas o Homem de Ferro e o Capitão América. O resto seria composto por Homem-Aranha, Mulher-Aranha, Luke Cage e Sentinela. Wolverine viria a integrar a equipe pouco tempo depois.

O primeiro arco mostrou como essa equipe veio a ser formada. Matt Murdock, o Demolidor, junto com o seu parceiro Foggy Nelson, e Luke Cage, vão à ilha Ryker, mais especificamente à Raft, uma penitenciária especial de segurança máxima para malfeitores com superpoderes, e encontram Jessica Drew, que na época era uma agente da SHIELD. E logo a seguir ocorre uma explosão que permite a fuga dos vilões que estavam presos ali. A explosão chamou a atenção do Homem-Aranha, que vai até lá e encontra o Capitão América. Os dois se juntam a Demolidor, Luke Cage, Mulher-Aranha e Homem de Ferro, que chega ao local pouco depois. Eles também tiveram a ajuda de Robert Reynolds, o Sentinela, que também estava preso na Raft. O grupo consegue conter a situação, mas não sem baixas de agentes da SHIELD e fugas de alguns vilões.

Assim como na formação da primeira equipe dos Vingadores, foi um dia como nenhum outro, no qual aqueles heróis se viram unidos contra uma mesma ameaça. Naquele dia os Novos Vingadores nasceram. Para combater os inimigos que nenhum deles poderia enfrentar sozinho. Após convencer o Homem de Ferro de que aquela deveria ser a nova equipe de Vingadores, o Capitão América convence os outros heróis a integrarem a equipe. O único que recusa o convite é o Demolidor. O grupo iria se reunir na torre Stark pela primeira vez, mas antes vemos Jessica Drew lá perto conversando com uma figura misteriosa e dizendo que foi tirada do seu posto da SHIELD para integrar os Vingadores e perguntando se foram “eles” os responsáveis pelo o que houve na Raft. A figura diz que não foram eles, mas que essa é uma situação interessante. Jessica deveria reportar tudo o que ocorresse ali a “eles” e a SHIELD.

Algumas edições depois temos um arco no qual os Novos Vingadores vão a Madripor e prendem a Madame Hidra. No jato, sem que ninguém perceba (exceto Jessica, que acaba não fazendo nada para impedir), a Madame Hidra consegue escapar pela porta de emergência e ela cai. Mas o Capitão América também acaba caindo e Jessica por pouco consegue salvá-lo. O Homem de Ferro logo depois resgata os dois. Apesar de estar presa nas teias do Homem-Aranha, o Capitão América garante que a Madame Hidra conseguiu se safar da queda.

No dia seguinte, Jessica está tomando o seu café da manhã e Steve Rogers a confronta perguntando para quem ela estava trabalhando. E na edição seguinte, New Avengers #14, vemos a revelação de que Jessica estava trabalhando para Hidra, mas na verdade, secretamente, reportando tudo a Nick Fury. Era uma agente dupla para ele. Ela explica que estava sem os seus poderes funcionando perfeitamente (devido aos eventos que vimos aqui) e trabalhando como investigadora particular. E um dia um líder da HIDRA, Connely, aparece e a obriga a trabalhar para a HIDRA como agente dupla na SHIELD, e diz que eles a dariam os poderes dela de volta. Ela vai falar com Nick Fury e ele diz para ela aceitar a “oferta” e que ela seria sua agente dupla, fingindo para a HIDRA que estava mesmo sendo sua agente dupla. Confuso já? Mas não para por aí. Depois dos acontecimentos da Guerra Secreta (não Guerras Secretas, como leitor deve saber), Nick Fury teve de se afastar. Assim, Jessica se viu numa situação na qual não tinha ninguém na SHIELD a quem reportar, nem nos Novos Vingadores, já que ninguém além de Fury sabia do esquema. Ela estava nos Vingadores, mas ainda tinha de “trabalhar” para a HIDRA sem ter ninguém a quem recorrer para lidar com a situação. Mas agora o Capitão América e todos os Novos Vingadores (que estavam ouvindo a conversa), sabiam de tudo e ela podia contar com a confiança deles, inclusive a de Wolverine (o leitor deve se lembrar do detalhe de que os dois trabalharam juntos no título do Wolverine do Claremont nos anos 1980, quando Jessica estava sem seus poderes e trabalhando como investigadora particular), que disse que a conhecia bem e que confiava no que ele disse. Nick Fury aparece num holograma e confirma tudo o que Jessica disse.

Pouco tempo depois vieram os eventos de Dinastia M. Mas isso ficará para daqui a pouco; o leitor irá entender por que. O que é importante referir agora são os eventos de Guerra Civil. Não é necessário explicar (mas já explicando) que o governo criou uma lei de registro de super-humanos, obrigando todos com super poderes a se registrarem, revelarem suas identidades, serem treinados pelo governo e agirem só segundo suas ordens. O Homem de Ferro, que viria a se tornar o diretor da SHIELD, era o líder do grupo dos heróis que eram pró-registro; o Capitão América, o líder do grupo antirregistro.

Em New Avengers #23 vemos o tie-in de Guerra Civil que mostra o que aconteceu a Jessica Drew durante esses eventos. Ela é levada pela SHIELD a um aeroporta-avião, onde Maria Hill diz que sabe que ela estava secretamente trabalhando para a HIDRA, que conseguiu os seus poderes de volta através da organização e que reportava tudo secretamente a Fury. E eis que surge o Homem de Ferro, que havia contado tudo a Hill devido à lei de registro. Mas logo tudo é interrompido pela HIDRA, que invadiu o aeroporta-avião para resgatar Jessica. Ela é levada a uma ilha da HIDRA, na qual estava Connely. Ele queria que Jessica assumisse a liderança da organização. Ela o ataca e explode o lugar (assim como fez com uma base da HIDRA em Spider-Woman: Origin). Então Jessica vai à base dos heróis antirregistro pois não tinha para onde ir, e combate ao lado deles.

O pulo do gato veio com a Invasão Secreta. O leitor achou que tudo estava relavado e que Jessica se livrou da HIDRA, mas foi enganado. Finalmente toda a verdade viria à tona em New Avengers #42. Depois que Nick Fury diz a Jessica Drew para ela aceitar o acordo da HIDRA e agir como uma agente dupla para ele, ela foi passar pelo procedimento que traria os poderes dela de volta. Muito bem. Mas o espanto veio quando é revelado que todos aqueles cientistas da HIDRA eram Skrulls e o que eles estavam fazendo era para replicar a aparência, as memórias, os poderes, e o DNA de Jessica Drew (com isso, nem mesmo o Wolverine foi capaz de a identificar, como na ocasião da edição 14, acima mencionada) para Veranke, a Rainha-Skrull, que tomaria o lugar de Jessica para se infiltrar na HIDRA e na SHIELD. A explosão da Raft foi obra dos Skrulls, que conseguiram libertar diversos vilões, trazendo instabilidade, e tomando o lugar dos agentes da SHIELD que foram feridos. O único imprevisto foi que com esse acontecimento eles acabaram reunindo uma nova equipe de Vingadores e ela não podia deixar de fazer parte. Então ela era uma agente tripla, enganando a HIDRA, Nick Fury e os próprios Vingadores.

New Avengers #45  mostrou o que aconteceu a ela durante a Dinastia M. Pouco antes de os Novos Vingadores e os X-Men irem a Genosha para tentar resolver a questão de Wanda Maximoff , Hank Pym (Jaqueta Amarela), que na verdade também era um Skrull, entra em contato com sua Rainha informando a situação. Ela diz a ele para matar Wanda, que era um dos maiores obstáculos aos planos dos Skrulls. Mas quando ela chega a Genosha, tudo fica branco. Veio então a nova realidade criada por Wanda na qual os mutantes eram a espécie dominante e todos viviam numa utopia onde seus desejos profundos eram realidade. Apenas o Wolverine sabia da verdade e coube a ele reunir os heróis que pôde para reverter a situação. Mas Veranke também sabia. Nessa realidade Jessica Drew era uma agente da SHIELD e ela vai atrás de Hank Pym para saber se seu parceiro Skrull também estava ciente da situação. Quando o encontra, eles conversam e ela chega à conclusão de que tem de matar Wanda para trazer a normalidade de volta. Durante a batalha final da Dinastia M, ela encontra Wanda, que estava prestes a matar o Gavião Arqueiro novamente. Antes que pudesse matá-la, um dos filhos de Wanda mata Veranke. Mas logo a seguir Wanda reverte a situação, trazendo a realidade de volta, porém com a população mutante reduzida.

E eis que chega a Invasão Secreta. Elektra tinha sido morta, mas com isso descobriram que ela era um Skrull. Jessica Drew (Veranke, claro) leva o cadáver para Tony Stark, traindo os Novos Vingadores. Stark a convida para fazer parte dos Poderosos Vingadores, e assim Veranke poderia criar ainda mais instabilidade.

Ela consegue atrair os Poderosos e os Novos Vingadores para a Terra Selvagem, onde eles ficariam presos para que um novo exército de Skrulls pudesse remanescer. Lá, ela tenta manipular Tony Stark, que estava infectado por um virus skrull. Mas a sua farsa tinha chegado ao fim quando a Viúva Negra encontra os dois e tanta matar Veranke, que escapa e volta para os EUA para ver como a invasão estava indo. Na Terra Selvagem as verdadeiros pessoas que foram substituídas pelos Skrulls foram encontradas. Entre elas estavam a própria Jessica Drew, Harpia, Jarvis, Elektra, etc, etc. Depois, Veranke foi para Nova Iorque, no Central Park, onde o conflito final contra os Skrulls ocorreria. O leitor deve saber que foi Norman Osborn que a matou, com uma bala na cabeça, o que deu a ele o título de diretor do MARTELO. Era o Reinado Sombrio prestes a começar.

E quem chama Jessica Drew para integrar os Novos Vingadores é o Wolverine. A equipe inicialmente fica com receio, pois ela foi a face da invasão skrull, mas aos poucos ela vai ganhando a confiança deles. Ela foi uma aliada do grupo durante a difícil fase do Reinado Sombrio, já que a lei de registro ainda era válida e só os Vingadores Sombrios de Norman Osborn poderiam atuar. Pudemos ver aqui, como Jessica Drew fez para se adaptar depois de mais tanto tempo afastada.

Apenas depois de O Cerco é que Norman Osborn foi detido e os Vingadores puderam voltar a agir normalmente. A Era Heroica estava no seu início e a Mulher-Aranha viria a fazer parte da equipe principal dos Vingadores, sendo convidada por Steve Rogers, com o incentivo de Wolverine. Bendis ainda era o roteirista e também estava escrevendo os Novos Vingadores de Luke Cage.

Além disso, ela chegou a fazer parte dos Vingadores Secretos, no terceiro volume, com roteiro de Alex Kot. Pode-se mencionar também seu breve relacionamento com o Gavião Arqueiro, que começou pouco antes da época de Vingadores vs X-Men. E na sequência ela veio a fazer parte da enorme equipe dos Vingadores da fase de Jonathan Hickman.

Vale mencionar também Avengers Assemble, de Kelly Sue Deconnick (Capitã Marvel), com arcos descontraídos, mas interessantes. Destaque para o último arco do título, que focou na Garota-Aranha (Annya Corazon), mostrando também sua admiração pela Mulher-Aranha.

Com o título de Novos Vingadores, Bendis trouxe a Mulher-Aranha de volta à editora, com bastante destaque, depois de pouco mais de duas décadas aparecendo pouco. Com esses plots em Novos Vingadores, acabou resgatando um dos plots mais importantes da personagem, já que ela ficou mais uma vez um bom tempo afastada, desta vez devido à substituição por Veranke, e acabou tendo de ganhar sua própria confiança novamente. Além disso, foi trabalhado mais uma vez sua antiga ligação com a HIDRA. Foi através desse volume que este que vos escreve conheceu a Mulher-Aranha. E sem isso, provavelmente nem estaria escrevendo sobre ela agora.

Para conferir todos os artigos da série dos 40 anos da Mulher-Aranha clique aqui.

Sobre o Autor

André Marques (antes autor do The Amazing Spider-Blog, theamazingspiderblogg.blogspot.com.br) tem 21 anos e é de Recife-PE. Costuma ler a Marvel desde 2006, tendo como personagens favoritos o Homem-Aranha, Mulher-Aranha (Jessica Drew) e Jessica Jones.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte