Maurício Engler On fevereiro - 21 - 2019

Conheça a Origem das Teias Espaguete

Todd McFarlane é facilmente um dos nomes mais lembrados quando se fala sobre artistas que passaram pelos títulos do Homem-Aranha. Seu traço característico trouxe um novo visual ao herói quando o desenhista faz sua estreia na edição 298 da revista The Amazing Spider-Man. Os olhos grandes e expressivos da máscara e as poses que desafiavam a anatomia humana são algumas das características mais lembradas nas histórias desenhadas pelo artista. Mas há um outro detalhe que também ficou conhecido como sendo a marca registrada de McFarlane, as chamadas “teias-espaguete”

Antes desenhadas apenas com linhas simples formando uma rede, as teias disparadas pelos lançadores do herói agora eram representadas de uma forma mais detalhada, como um emaranhado de fios menores formando um fio principal, que de certa forma lembrava o macarrão que acabou dando o apelido ao novo estilo de desenhar a teia. Isso, junto com as outras inovações trazidas por McFarlane, também chamou a atenção do público na época. O que antes era um mero detalhe nos quadrinhos, passou a ser comentado e elogiado pelos leitores. Talvez seja por isso que se tornou comum dizer que McFarlane foi o criador do modelo das teias-espaguete. E é aí que eu apareço pra dizer à vocês que ELE NÃO É O PAI!

 

O princípio da incerteza

Gravamos recentemente o Thwip View Classic com o arco Guerra de Gangues, e logo na primeira página da revista Amazing Spider-Man #287 temos uma arte de Erik Larsen em que o Homem-Aranha está se balançando na teia desenhada com o estilo espaguete. Nisso, tive duas surpresas:

  1. Erik Larsen, conhecido como o desenhista sucessor de Todd McFarlane, já havia trabalhado nas revistas do Aranha antes do Todd ter sua estreia no título.
  2. McFarlane talvez não fosse exatamente o criador das teias-espaguete.

Visto que a edição de estreia do Todd McFarlane foi publicada quase 1 ano após esta com Erik Larsen, fiquei curioso sobre quem era o idealizador original das teias espaguete e, pelo Twitter, decidi perguntar ao próprio Larsen sobre o fato, a resposta dele foi a seguinte:

Print da conversa com Erik Larsen no Twitter

Tradução:

Mauricio – Todo mundo diz que McFarlane criou o estilo espaguete para as teias do Homem-Aranha, mas eu estava lendo ASM #287, que acredito ser a primeira história do Aranha com seus desenhos e também a primeira vez que as teias espaguete apareceram. Você foi o verdadeiro criador desse estilo das teias?

Larsen – Pra ser justo: nós dois estávamos roubando do Michael Golden, e ele estava seguindo orientações de Steve Ditko. Pesquise no Google e confira você mesmo.

Capa do Marvel Team-Up Portfolio de 1981.

Capa do Marvel Team-Up Portfolio de 1981.

Dúvida esclarecida, surgiu uma nova: quem é Michael Golden?

Não me lembrava desse nome na minha lista mental de desenhistas do Homem-Aranha, segui o conselho do Larsen e fui pesquisar no Google, e após passar por algumas páginas na web, consegui chegar naquela que seria a história de origem das teias espaguete.

Em 1981, a S.Q. Productions publicou o Marvel Team Up Portfolio, um compilado de ilustrações em preto e branco de vários artistas da Marvel, entre eles, Michael Golden. Na arte de Golden, uma ilustração do Homem-Aranha com os Defensores, temos o que talvez seja o primeiro registro das teias espaguete. Em 1982, Golden voltaria a desenhar as teias num pôster oficial do universo Marvel daquele ano.

Ilustração de Michael Golden do Homem-Aranha com os Defensores publicado no Marvel Team-Up Portfolio em 1981.

Ilustração de Michael Golden que inspirou Todd McFarlane. Marvel Team-Up Portfolio, 1981.

Como dito por Larsen em sua postagem no Twitter, Golden seguiu referências deixadas por Steve Ditko ao criar as teias espaguete, fato confirmado pelo próprio Michael Golden no vídeo abaixo (em inglês e sem legendas), no minuto 3:06. Segundo Golden, Ditko teve muitas ideias inovadoras para o Homem-Aranha, o que acabou norteando alguns dos artistas sucessores a dar o próximo passo.

 

Trecho traduzido:

Entrevistador – Algumas pessoas dizem que você é o responsável por criar as teias espaguete do Homem-Aranha. Isso é verdade?

Michael Golden – É, mais ou menos… eu posso levar os créditos por isso. Porque eu a transformei no que ela é. Mas francamente, confesso que estava sendo guiado por Steve Ditko. Ele não fazia de um jeito tão bizarro quanto eu, e outros artistas levaram isso a um outro nível, mas eu gostava e comecei a fazer assim. Eu achava que fazia todo sentido.

Depois de Golden, outros artistas como Art Adams e o já citado Erik Larsen, copiaram este estilo das teias antes de sua popularização no traço de McFarlane.

 

Eis que surge Todd McFarlane

Em entrevista ao Comics Interview em 1990, ao ser perguntado de onde surgiu a ideia para as teias espaguete, Todd McFarlane respondeu:

“Anos atrás costumavam publicar esses portfólios em preto e branco, por volta de 1980 ou algo assim, e havia uma arte dos Defensores por Michael Golden, e por alguma razão, tinha o Homem-Aranha nela. Ele fez o Homem-Aranha com aquela teia diferente, e eu mantive aquela arte destacada das outras. E eu pensava ‘Se algum dia eu me tornar um profissional de quadrinhos, e se eu trabalhar pra Marvel Comics, e se eu vier a desenhar o Homem-Aranha, eu vou fazer as teias desse jeito’”.

McFarlane diz que a principal vantagem desse estilo, e um dos fatores decisivos para que desenhasse a teia assim, é que ele dá um aspecto tridimensional para o fluído. Segundo o artista, o modo antigo funcionava muito bem quando se desenhava a teia de modo lateral, sendo lançada para esquerda, direita, etc., mas não era muito funcional quando se queria desenhar a teia como se estivesse vindo em direção ao leitor, por exemplo. Uma questão que era facilmente resolvida com as teias espaguete, como você pode ver na comparação abaixo.

Artes de Ron Frenz e Todd McFarlane comparando suas diferentes formas de representar as teias disparadas pelo Homem-Aranha

Utilizando o exemplo de McFarlane, veja a diferença do efeito da teia clássica e da teia espaguete quando desenhadas indo em direção à “câmera”. Artes de Ron Frenz e Todd McFarlane, respectivamente.

Mas apesar de ter sido o responsável por popularizar esse novo estilo, Todd afirma que não foi ele quem cunhou o termo “teias espaguete”. O batismo aconteceu numa reunião com o então editor-chefe, Tom DeFalco, quando Todd ainda estava no início de seu trabalho com o Homem-Aranha. Segundo Todd, no meio da conversa DeFalco disse “Todd, quero que você pare de fazer essa droga de teias espaguete”. O nome veio como um estalo para o desenhista, que prometeu ao editor que não faria mais as teias daquele jeito. Após a reunião, ao voltar para sua mesa, Todd começou a desenhar as teias espaguete com o dobro do comprimento que costumava fazer até o momento, que como já sabemos, teve grande aceitação por parte do público, uma prova de que em raros casos, até mesmo São DeusFalco pode estar errado.

A partir daí as teias espaguetes se fixaram na identidade visual do herói, sendo utilizadas até hoje nos quadrinhos, e em outras mídias, como os games e animações. E pra encerrar essa postagem, segue um vídeo do próprio McFarlane mostrando como era seu processo de trabalho com as teias, e como a tecnologia tornou tudo mais fácil.

Sobre o Autor

Mauricio Engler é formado em Publicidade e Propaganda. Gosta de rock, dinossauros e Homem-Aranha.

One Response so far.

  1. Vitor Cafaggi disse:

    Que massa! Podia jurar que quem tinha criado era o Arthur Adams na mini do Longshot de 85. Faz todo sentido ser o Michael Golden, já que ele era grande influência do Adams.

    Pra quem não lembra, o Michael Golden desenhou aquela clássica história do Aranha vencendo o Hulk ao passar gripe pra ele.

Leave a Reply


Wordpress Themes

VÍDEOS

PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte