Gustavo Mannarelli On setembro - 6 - 2019

Resenha: Absolute Carnage: Symbiote Spider-Man

Atenção, esse post contem informações inéditas no Brasil e Estados Unidos.

Os males do fast-food…

Plot: A trama começa com uma cena de The Spectacular Spider-Man #99-100, com o simbionte se pregando à um turista pra chegar no apartamento do Peter, depois de fugir do Edifício Baxter (ouvir sobre aqui), e então seguimos pro presente,  mais especificamente pra audiência de condicional desse turista, e no decorrer da entrevista ouvimos a história da desgraça desse homem: tudo começa com o divorcio desse sujeito, o então juiz Elkhard, que permitiu a ele finalmente poder viajar pra conhecer Nova Iorque sem alguém o azucrinando sobre os perigos de lá. O juiz vê alguns heróis, conhece pontos turísticos, é possuído pelo simbionte e cruza meia cidade sem lembrar de nada… o de sempre.

 

 

 

 

Depois de ir ao médico, já de volta ao Arizona, que não encontra nada pra justificar a perda de memória, o juiz vai com o filho no fast-food Kwikee Burger (me soa familiar…), onde lá ele conhece a pessoa que vai destruir a vida dele: uma doida que quer que o restaurante de hambúrguer lhe sirva um burrito. Depois de armar um barraco e atacar uns guardas que estavam comendo lá, a perua é presa e no dia seguinte é julgada e condenada por esse mesmo juiz. Ela o reconhece e diz que ele viu que não foi culpa dela (mas foi), e acaba sendo condenada, que xinga o juiz de uma palavra estranha. Voltando pra casa com o filho de motorista, o pai comenta o ocorrido com o filho, que reconhece a palavra como sendo do livro Alice Através do Espelho (eita, tô achando uma conexão aqui), e ao chegar em casa, eis que eles são surpreendidos pela perua, que é a Coelha Branca!

 

 

A Coelha Branca se prepara pra atirar no juiz, e o filho se poe na frente, e então BANG, sai uma bandeirinha e a Coelha cai na risada… até perceber o filho estirado no chão. Acontece que o cara tinha problemas cardíacos, e já não se cuidava bem, então já devem imaginar o que se desenrola, mesmo com a Coelha tentando ressuscitar o cara com as luvas de choque dela. O juiz fica arrasado, e o fato da ex o culpar no enterro não ajuda. Como bom oficial da lei, o juiz Elkhard toma então a atitude mais lógica: ele pega uma arma de plástico que a mulher tinha comprado pra ele anos atrás, e vai até o julgamento da Coelha Branca.

 

 

 

 

Embora se mostre claramente arrependida e culpada, o juiz não liga e está prestes à explodir os miolos desmiolados da Coelha, mas com a intervenção do guarda, ele acaba acertando mesmo o escrivão. Nessa hora a parece do tribunal é derrubada (oh yeah!) e aparece o Coelho Robô Gigante da Coelha, que vai embora do tribunal dizendo que até se sentia culpada, até o juiz se mostra tão igual à ela. A partir dai vocês já devem imaginar: o juiz é preso, apanha até não poder mais do pessoal que ele jogou na cadeia (até notarem que ele nem liga mais), o cara desenvolve um câncer, e com isso, a audiência acaba.

 

 

 

 

A edição termina com o ex-juiz de volta na cela, onde do lado de fora aparece a Coelha Branca, que acompanhou o caso dele e quer que ambos virem amigos, mas ambos são interrompidos pelo guarda Cletus Kassady, que não é guarda e está lá pelo cordex do juiz. Grato ao ver que enfim alguém vai por fim a miséria dele, o Carnificina arranca a espinha dele e vai embora, deixando a Coelha Branca pra trás, enjoada com a cena.

 

 

 

 

 

 

Analise: É um tie-in importando de Absolute Carnage? Não. Tem o Homem-Aranha nela? Também não. Vale a pena perder tempo com essa edição? Vale muito! O roteiro do Peter David é bem divertido, e mesmo prevendo o final da história, você se diverte muito com o caminho até ela. Destaque pra Coelha Branca, adorável e doida, muito bem escrita nessa edição (junte isso com a Gata na série principal, e a conclusão que o Peter David sabe bem demais escrever personagens femininas é obvia. Ao contrario da minissérie original, aqui a arte está muito boa também, embora um tanto estática (mas depois do Greg Land, qualquer coisa tá valendo).

Nota: 8,5

Sobre o Autor

Só mais um daqueles fakes da internet que por acaso também é fã do Homem-Aranha.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte