Gustavo Mannarelli On novembro - 13 - 2019

Resenha: Morbius: The Living Vampire #1

Atenção, esse post contem informações inéditas no Brasil e Estados Unidos.

Onde tem vampiro, tem SANGUE!!!!

Plot: A edição começa com o Derretedor, que está desenvolvendo uma fórmula pra derreter pessoas com a arma, até que entram no esconderijo dele alguns capangas feridos e apavorados, fugindo de um monstro. O Derretedor então ataca, carbonizando o invasor (quase derreteu, quase), mas quem ele acertou não era o monstro, que começa a atacar todo mundo de forma desenfreada. Quem é o monstro? Preciso dizer…

Logo então começa a luta do Morbius contra o Derretedor, com o ultimo queimando o Vampiro Vivo, que simplesmente se regenera e o bota pra dormir enquanto toma pra si o equipamento de laboratório roubado do vilão. No próprio esconderijo, o Morbius reflete sobre como ele ainda não é um homem tão ruim assim, tendo deixado suas ultimas vitimas ainda vivas e assustadas, e um pouco da origem dele. Tudo isso acontece enquanto o Morbius prepara uma cura pra si, que depois de injetar em si, parece funcionar.

Enquanto isso, o Derretedor está puto com o ataque e os capangas que não fizeram nada e ainda querem se demitir, e durante esse piti aparece uma mulher misteriosa que parece conhecer o Morbius e que está à caça do Vampiro Vivo. A edição acaba então mostrando que a cura não funcionou tão bem, fazendo o Morbius mudar de humano pra vampiro sem parar.

 

 

 

 

 

 

 

Analise: Foi um começo interessante, mas nada de mais. Temos o gancho do plot dessa série, e seus vilões sendo apresentados. O foco parece ser mais o terror e o gore, o que é legal, e a arte retrata tudo isso muito bem. Vejamos agora se no decorrer da série isso melhora ou se vai decair.

Nota: 7,5

Sobre o Autor

Só mais um daqueles fakes da internet que por acaso também é fã do Homem-Aranha.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte