Gustavo Mannarelli On novembro - 21 - 2019

Resenha: Absolute Carnage #5

Atenção, esse post contem informações inéditas no Brasil e Estados Unidos.

A coisa ficou preta…

Plot: A edição começa no passado, com o Eddie e o Cletus se conhecendo, com o ultimo vendo o Eddie apenas como “mais comida” até descobrir que ele é o Venom, vendo um futuro maravilhoso à frente pros dois juntos. Nesse futuro temos o Carnificina e o Venom caindo na porrada, com o Eddie levando a pior e sentindo, através da mente de colmeia dos Simbiontes, que não é só ele se dando mal. Todo mundo tá levando uma surra: os heróis do exercito de Contrapartes, o Aranha do Osborn… por sorte os “Protetores Letais” de outros tie-ins sem o Aranha aparecem pra dar uma força.

 

 

 

 

Enquanto isso chegamos ao fim do tie-in do Aranha, com o Aranha desmaiando de cansaço só pro simbionte se desgrudar do Norman, sob o comando do Carnificina, pra matar de vez o filho do Eddie. Temos então o Dylan usando seus poderes de deus ex machina pra destruir o simbionte do Norman, desmaiando logo em seguida enquanto o Eddie e o Cletus chegam em cena direto pelo teto. O Cletus pega o moleque e avisa que, não importa o resultado, o Eddie vai perder quando os codexes deles se unirem , fazendo o Eddie apertar o botão do fod@-se, tirando uma All-Black do mesmo lugar que o Bat-Escudo e matando o Cletus pra salvar o filho, absorvendo o simbionte dele no processo, deixando apenas ossos.

 

 

 

 

Enquanto isso, na Galaxia de Andrômeda, vemos um deus lovercraftiano despertando pra espalhar sua própria “consciência negra” pelo universo (era pro post sair ontem e ser um especial do feriado, mas não vou abrir mão do trocadinho infame). Na Terra o Eddie desperta, informa que eles venceram (mentiroso…) e que deve ao Aranha, que percebe que o Osborn se mandou (não deve dar problema depois) e vai como vão os outros heróis, enquanto o Eddie e o Dylan ficam sozinhos e o ultimo questiona o Venom ter mencionado que ambos são pai e filho. Fim.

 

 

 

 

 

Analise: Pra uma megassaga isso foi muito bom mesmo. Teve uns momentos apressados, outros de humor involuntário, mas de resto foi tudo muito bem escrito e inclusive muito bem desenhado. Recomendadíssimo.

Nota: 9,0

Sobre o Autor

Só mais um daqueles fakes da internet que por acaso também é fã do Homem-Aranha.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte