Gustavo Mannarelli On dezembro - 26 - 2019

Resenha: 2099 Omega #1

Atenção, esse post contem informações inéditas no Brasil e Estados Unidos.

O fim do começo ou o começo do fim.

Plot: A edição começa com um grupo da Igreja de Thor enfrentando o Olho Público pra poder invadir um castelo cheio de crianças. Depois vamos pro que descobrimos ser o Miguel clássico velho encontrando o Miguel novo do reboot, que revela pra ele que é tudo obra do Destino 2099, dando uma visão do 2099 clássico. Vemos então o Destino tendo uma discussão com o Vigia, que o questiona sobre um antigo/novo encontro dele com o Destino do presente, e avisa que os heróis do futuro estão se voltando contra o Destino.

 

 

 

 

 

Voltamos aos Miguels, onde o Miguel velho explica que no passado haviam heróis e um 2099 diferente, mas que por culpa do Destino, o futuro mudou, o Miguel ficou preso no passado, todo mundo esqueceu dos heróis por conta da magica do Destino, que os novos heróis estão surgindo por falhas nesse feitiço e que o Miguel novo agora deve se tornar o novo Homem-Aranha. Ambos são então interrompidos pela Lyla, que avisa que o Gabe invadiu a Alchemax usando o passe do irmão. O Miguel corre pra casa pra tentar deter o Tyler, mas é tarde e o Gabe é explodido junto com parte do edifício pela segurança e o Miguel, como bom Homem-Aranha, se culpa.

 

 

 

 

Vemos então que o Vigia está se negando à dizer o futuro pro Destino, que responde matando ele, mas antes de morrer ele avisa que alguém virá atrás do Destino, e vemos esse alguém, o Miguel, que enfim muda o código genético dele e se transforma no novo Homem-Aranha.

 

 

 

 

 

 

 

 

Analise: Pois bem, e assim termina o começo do reboot da linha 2099. Vou dizer que foram edições bem confusas, visto que, por exemplo, o Miguel novo já aparece com os visual de olhos vermelhos e garras em Alpha, dando à entender que o Miguel já ganhará os poderes, mas no fim ele só ganha agora. Sinceramente acho que o universo 2099 perdeu muito do seu charme ao sofrer esse novo reboot, como o Doutor Destino ser um vilão aqui e praticamente todas as personagens serem só copias das versões presentes, o que mata o pouco de originalidade que a linha original tinha. Nem a ideia do 2099 ser o futuro real do 616 anima, já que o Peter David já explorou isso à exaustão na ultima mensal do Miguel.

Sinceramente não estou muito empolgado pro desenvolvimento disso à menos que no fim o 2099 volte ao normal.

Nota: 4,0

Sobre o Autor

Só mais um daqueles fakes da internet que por acaso também é fã do Homem-Aranha.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte