Gustavo Mannarelli On dezembro - 30 - 2019

Resenha: Scream: Curse of Carnage #2

Atenção, esse post contem informações inéditas no Brasil e Estados Unidos.

Mamães queridas…

Plot: A edição começa com a Andi abraçando o que ela acredita ser a mãe desaparecida. A garota quer acreditar que é mesmo a mãe que ela tanto precisa, enquanto o simbionte diz ser uma farsa. Advinha quem estava certo? A “mãe” logo se dissolve, se tornando um grupo de monstros simbiontes que atacam a Andi, que os enfrenta como Grito. O simbionte nota que normalmente os simbiontes se ligam à seres vivos, e esses estão se ligando à mortos, com o objetivo de caça-las e enfraquece-las. A Grito logo vence a luta e foge quando a policia aparece, lamentando ter perdido o “lar” enquanto o simbionte a conforta dizendo que agora ela é o lar da Andi.

 

 

 

 

Enquanto foge, os restos da “mãe” acabam topando com a mendiga hostil da ultima edição, não perdendo tempo em possui-la. No F.E.S.T.A., a Andi é recebida pela Tia May e enquanto tenta dormir, pensa se o monstro de antes veio atrás dela ou do simbionte dela. Infelizmente a Andi não tem muito tempo pra pensar porque é logo atacada pela mendiga, que começa a espalhar o simbionte dela por todos os desabrigados do F.E.S.T.A., iniciando uma nova luta onde a Andi perde um pouquinho o controle, não se limitando a só extrair o simbionte dos outros como a matar todo mundo enquanto fala na língua dos simbiontes, só parando por conta da Tia May.

 

 

 

 

A Andi então revela ter tido visões e nessas visões vemos que o Knull não enviou o Grendel (o simbionte dragão do 1° arco do Venom do Cates) sozinho pra Terra, mas acompanhado de um 2° Dragão, feito com o sangue do deus, que continuou assolando a Terra. Acontece que esse dragão simbionte, a Grande Mãe, está agora mesmo no fundo do mar criando um exercito e com planos de clamar a Grito pra si, encerrando a edição.

 

 

 

 

 

 

Analise: Essa HQ continua muito boa, misturando bem ação com o terror gore. Trazer a Grande Mãe também foi uma ótima sacada (ela é uma vilão obscura do quase tão obscuro quanto Capitão Marvel II), tanto pelo background mitológico quanto pelo visual da mesma que realmente sempre lembrou um simbionte. A arte também continua um espetáculo à parte.

Nota: 8,5

Sobre o Autor

Só mais um daqueles fakes da internet que por acaso também é fã do Homem-Aranha.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte