Gustavo Mannarelli On janeiro - 8 - 2020

Resenha: Amazing Spider-Man #37

Atenção, esse post contem informações inéditas no Brasil e Estados Unidos.

Muita coisa pra pouco Aranha.

Plot: A edição começa com o Aranha, ocupado tendo que ajudar a Tia May no abrigo, deter a gangue do Raio Azul (uma especie de Rocket Racer de patins inimigo do Capitão America) e a infestação do Vírus Stegron, que como o nome sugere, transforma as pessoas em dinossauros. Enquanto isso vemos o Johan no seu agora ingrato emprego de radialista, onde precisa conviver com a molecada chata que faz sucesso nas paradas, e sendo convidado de novo pela Norah Winters, que devendo ao Jameson por ser o ex-chefe dela (na analise eu volto nisso), o convida a se juntar à ela num podcast. O Johan no inicio não tem interesse devido à questões éticas (ou melhor, a falta dela), mas ao ver os números, é convencido na hora.

 

 

 

Enquanto temos o Aranha enfrentando as duas ameaças que ele enfrentou antes, vemos o Aranha tentando lidar com as questões éticas do aparelho capaz de mapear realidades paralelas pra calcular o futuro, com medo de uma possível Guerra Civil III, e indo perguntar as opiniões dos chegas heróis dele… que leva a lugar nenhum. Os destaques são o Demolidor, ainda com uniforme vermelho, que acredita mesmo que o Aranha é “chégas” do Rei do Crime, e o Aranha indo perguntar até pro mudo do Homem-Coisa. Por fim o Aranha consegue deter as ameaças do Raio Azul e do Vírus Stegron, dando até tendo pra dar uma de eletricista pra ajudar uma mulher em casa.

 

 

 

 

O Aranha então vai correndo pra uma loja de conveniência, e depois de comprar uns lanches e flores, ele ainda tem tempo de atender uma chamada da MJ pra ambos assistirem juntos a season finale de uma série da Vespa estilo American’s Next Top Model (não conheço esse tipo de série), só pro Aranha cair no sono no meio. Enquanto isso temos o Kindred, ainda puto da discussão que ele teve com o Norman umas edições, e ressuscitando ninguém menos que o pobre Stan Carter, o Devorador de Pecados, pra atazanar ainda mais a vida do Peter.

 

 

 

 

 

Analise: Olha, a coisa está desandando agora com o Nick Spencer. Além de cometer um puta erro cronológico colocando que a Norah já trabalhou pro Jameson (algo que nunca aconteceu nas HQs), essa edição só serviu mesmo como apanhado dos ganchos que o Spencer soltou e tinha esquecido no último ano (o do Jameson tá abandonado faz exatos 1 ano). É bom o Spencer dar uma acelerada porque essa coisa de fazer mil ganchos que só vão ser esquecidos assim é uma das marcas que o Slott tinha no título.

Nota: 6,5

Sobre o Autor

Só mais um daqueles fakes da internet que por acaso também é fã do Homem-Aranha.

VÍDEOS

Navegador de Podcasts





PADRIM

Padrim3

Visite Nossa Loja Virtual

Loja Virtual

CANAIS

Feeds Twitter You Tube Instagram Facebook

Fan Page

9ª Arte